sexta-feira, 18 de maio de 2012

Dia das mães atrasado.... rs

Escrevi no dia das mães no meu face:
Ah exatamente dois anos tinha acabado de descobrir que seria mãe e no momento não era o que eu planeja, não tinha nenhuma preparação emocional, financeira e ainda por cima era muito jovem e tinha terminado meu namoro ah pouco tempo...
Senti tanto medo, foram tantas as angústias, não conseguia entender o porquê estava passando por tudo aquilo. Me culpava por tudo, me sentia a pessoa mais sem sorte do mundo. Enfim, o mundo tinha caído sobre minha cabeça, foi um final de semana que jamais irei esquecer tanto pela dor da situação e tanto ou até mais pelo amor
que senti da minha mãe, que me apoiou muito. Tirou meus joelhos do chão e disse que estaria sempre comigo, que sempre teria orgulho de mim e que eu estava a presenteando com uma grande alegria, um neto. Que estaríamos juntas para cuidar do nosso anjinho ♥. Sem contar que nesses dias estiveram comigo anjos, que jamais vou esquecer o apoio e do carinho dedicado a mim e ao meu filho.
Quando senti os primeiros chutes de Pedro, comecei a me dar conta que estava vivendo algo divino, planejado por Deus. Um amor que só foi crescendo ao passar dos meses, um amor que transbordou no nosso primeiro olhar no dia 22/12/2010. Naquele dia entendi perfeitamente o propósito de Deus ao me fazer mãe de Pedro, o se nascimento nos trouxe tanta luz, tanto amor, tanta alegriiiiaaaaaa. Deus sabe o que faz!
Todas as batalhas vencidas valeram muito a pena, todas as minhas lutas sempre valerão a pena pelos meus dois amores maior, mainha e meu filho, minha maior recompensa é a felicidade deles.

Não há nada neste mundo mais maravilhoso e gratificante que ser mãe e ter uma mãe ao nosso lado.






"Um dia me disseram que ter um filho e abrir mão de bagunçar iria ser difícil.
Que encarar uma sociedade hipócrita por ser mãe jovem e solteira iria me pedir forças infinitas.

Me falaram das dores do parto, do meu corpo diferente, depois das noites mal dormidas e da juventude diminuída.
Mas nunca me contaram que cada sorriso que eu ganho vale mais que uma balada, beijos sem emoções ou experiências frustrantes.

Não me contaram que esse cheirinho de bebê empreguina na alma e que ficar sem ele, nem que seja só para comprar alguma coisa para comer, poderia doer mais que a própria fome. Nunca me disseram que com eles podemos aprender tanto, aprender a amar incondicionalmente, aprender sobre o amor de Deus, a dar sem receber, a cuidar, a sorrir, a abraçar o tempo todo.
Agora eu sei porque nunca gostei muito de ouvir essas coisas. As pessoas falam demais, criticam demais".
                                                                                                                          (Autora desconhecida)

*** Nós temos sempre duas opções: reclamar ou simplesmente ser feliz. Eu escolhi ser feliz sempre com meu fihãooo!!! Ah e não perdi minha juventude, não perdi minha essência, não virei um zumbi e não fiquei deformada,( kkkkkk) é mais difícil? é sim!!! Mas o importante é saber administrar nosso tempo, nossa vida... :) filho é benção e ele me fez melhorar em tudo.


:))

2 comentários:

Marina Rocha disse...

Feliz dia das mamães ;)
beijos.

Juliete Cristine disse...

Obg amor... para você tbm!!" bjuuuu