terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Dúvida um dia antes!

Sim sim sim... é amanhã o grande dia! o dia que vou conhecer o rostinho do meu bebê. E em meio a tantas emoções ao mesmo tempo, quase desisto de fazer o parto amanhã por meio de uma cesária, sei lá! andei lendo ainda mais coisas contra isso e fiquei um pouco assustada, me sentindo como se tivesse tirando meu bebê à força de dentro de mim e assim prejudicando-o. aff! infelizmente está ocorrendo em nosso país um grande embate com relação à esses dois tipos de parto e, o que deveria ser algo tão íntimo e pessoal da mulher acabou por virar uma guerrinha de defensores dos dois lados... nossa! e isso é cruel para futuras mamães, pois ainda falta muita informação e existem médicos que realmente impõe essa decisão. ( por isso tenho que voltar aqui e fazer um post só sobre isso, que é tão importante para futuras mamães). Enfim, quase desisto e espero até a semana que vem. Estou em um momento muito frágil e vulnerável à muitas opiniões. Minha corujice de mãe já chegou na gestação, então tudo eu penso nele, se estou fazendo o melhor pra ele... Afinal essa está sendo uma das primeiras decisões que terei que tomar na vida dele.
E diante dessa dúvida, dessa quase desistência pedi ajuda à Deus e comecei a pensar sobre minha decisão. Me toquei que estou sendo boba em pensar isso. Pois, além dele já está no tempo de nascer, minha placenta já está com III graus de amadurecimento (esse é o graus máximo que um placenta pode amadurecer e o ideal é que isso ocorra às 40 semanas) e já faz uma semana que descobri isso na ultra. Então é até melhor para ele não esperar o parto normal, pois pode demorar e não o fazer bem. Só para que vocês entendam um pouco dessa linguagem: **Quando a placenta amadurece antes do tempo, fica sem condições de funcionar adequadamente na hora do parto, deixando de levar para o bebê todos os nutrientes de que ele necessita para sua sobrevivência. Ou seja, o bebê pode não está mais recebendo os nutrientes necessários e pode começar a crescer mais lentamente e entrar em sofrimento.
Então porque à aflição? Acho que porque além de ser mãe de primeira viajem, falta uma fonte de informação principal, que é a da própria obstreta, que não faz questão de deixar cada detalhe esclarecido e lhe passar aquela segurança tão necessária. Mas enfim, ainda bem que existe blogs, fóruns e sites que nos dão muita informação, seja sobre o que for e seja de qual for o ponto de vista. Por isso sempre dou esse conselho: informe-se, busque! e siga seu coração.. como eu estou fazendo. É a melhor forma de se tomar uma decisão. A aflição  e as dúvidas não vão deixar de vim, mas isso é normal.. afinal é uma vida que estamos colocando no mundo, mas quando estamos informados é bem mais fácil e melhor passar por isso.

Aahh Boa Hora para mim!!!! rsrs


Nenhum comentário: