quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Hérnia Umbilical

Esse Final de semana foi o aniversário de um grande amigo meu, e ao ligar para ele para parabeniza-lo, perguntei pelo filho dele e ele me respondeu que o pimpolho estava de repouso pois tinha feito uma cirurgia de hérnia umbilical, ele tem 4 aninhos. Pensei logo em meu garotinho, que infelizmente também tem hérnia umbilical e que talves precise fazer uma cirurgia, mas até chegar na idade idéal para isso ainda há tempo dela sair sosinha... e espero que aconteça dessa forma, porque por menor que seja a cirurgia realizada ninguém quer ver seu fiho passando por isso. A pediatra de Pedro disse que a hérnia dele já está se fechando e que possivelmente até o seu um ano de vida já não tenha mais nada, assim espero. Alguns dizem que a hérnia aparece por causa do esforço para chorar, como também pedem para colocar esparadramo no local junto com um botão, algo assim. Enfim, particularmente não sei se é por causa do choro, até porque Pedro não foi um bebê muito chorão, como toda criança teve suas crises, mas nada de extremo e sempre cuidamos bem dele. Com relação ao esparadrapo minha mãe fez questão de colocar algumas vezes, mas foi algo que a gente percebeu que não dava resultado e o incomodava bastante. A melhor forma é procurar um pediatra e tirar todas as dúvidas. Não precisa se preocupar tanto pois graças a Deus trata-se de algo que não doi e nem ofende, que pode se resolver sosinho, sem cirúrgia. E mesmo precisando da cirúrgia é algo muito pequeno, que apesar de nos deixar aflitas, é simples. Procurei algumas definições na internet para ajudar mais as mamães e derivadas.


DefiniçãoUma hérnia umbilical é uma protrusão do umbigo causado por choro ou esforço e que desaparece quando o bebê está tranqüilo. Se você passar o dedo pela área, sentirá uma pequena abertura circular nos músculos da parede abdominal por onde a hérnia passa.

As hérnias umbilicais são muito comuns. O choro não as faz crescer nem durar mais tempo. Não são doloridas e nunca se rompem. Geralmente se fecham espontaneamente quando a criança chega à idade escolar embora a metade das hérnias persistem até a adolescência.

TratamentoNão requer tratamento algum a menos que persista depois dos 5 ou 6 anos. Nessa idade, pode-se fazer uma cirurgia ambulatorial para corrigir o defeito se a hérnia constituir um problema estético ou se medir mais de 2cm de diâmetro.

Fechar a hérnia com uma fita adesiva não acelera a cura, e pode produzir uma infecção ou erupção cutânea. A única complicação (que ocorre em menos de 1% dos casos) é o intestino sair pela abertura. Se achar que isso aconteceu, (se a hérnia estiver dura e sensível ao toque) chame um médico imediatamente.

O médico vai examinar a hérnia em consultas regulares.

 

http://brasil.babycenter.com/baby/saude/hernia/#4:

Hérnia umbilical

Mais comuns em meninas do que em meninos, as hérnias umbilicais ocorrem em entre 10 e 20 por cento das crianças, em bebês nascidos prematuros e em bebês negros. Na grande maioria das vezes, a condição não causa dor e não é prejudicial à criança.

Caso seu filho tenha uma hérnia umbilical, é possível que você note que a área em volta do umbigo incha quando ele chora ou faz força para evacuar, por exemplo. Isso normalmente acontece por causa da pressão de dentro do abdome.

Esse tipo de hérnia geralmente tem entre um e cinco centímetros.


É necessário fazer algum tratamento para tratar a hérnia umbilical?

Embora possam parecer um tanto assustadoras -- em casos raros chegam até a ficar do tamanho de um limão --, as hérnias umbilicais geralmente não representam problema. O importante é que a área não esteja sensível ou inchada demais e que a saliência seja mole.

Se o bebê estiver com algum desconforto, fale com o pediatra o mais rápido possível, porque algumas hérnias de fato exigem tratamento cirúrgico, com uma operação simples, que normalmente não exige nem que a criança durma no hospital.

O mais provável, no entanto, é que a hérnia vá embora por conta própria quando a criança estiver com 2 ou 3 anos. Depois disso, se ela não sumir, o pediatra vai avaliar a necessidade da cirurgia.

Em situações extremamente raras, um pedaço dos intestinos do bebê pode ficar preso na região, cortando o fluxo de sangue e exigindo uma intervenção cirúrgica imediata. Se você notar inchaço, sensibilidade ou mudança de cor na área, especialmente se seu filho estiver vomitando ou com dor, leve-o ao pronto-socorro com urgência.

Um comentário:

Cleiber Padilha disse...

Olá bom dia!
Estou pesquisando sobre cirurgia de hernia humbilical, tenho filhas gemeas, elas tem 2 anos, o médico disse que uma delas terá que fazer cirurgia, vi seu blog...
É perigoso? Como funciona?
Cleiber Padilha Santana
Se puder me add no face